Em sua primeira viagem a Viana, a artista presenciou uma festa do Divino, uma adaptação local, de ex-colônia, da festa religiosa que acontece anualmente nos Açores. Em Viana, a festa foi percebida em sua simplicidade e alegria. Além dos registros celebratórios na igreja da matriz vianense, Nina realizou um passeio panorâmico de trem através das regiões montanhosas. Nos intervalos entre passagens e paradas, registros de uma natureza exuberante foram parar numa outra série de pinturas pequenas, exibidas em sequência, como num filme.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s