Já começou a 3ª edição do programa Mas, que arte cabe numa cidade? ENTRE SAUDADES E GUERRILHA: PIATAN LUBE.

.

Mãe, percebo que o Homem ao invés de me amar
Produz, cada vez mais e mais, formas de me aniquilar.
 “A cidade pela qual tenho um grande afeto e carinho pela memória de meus ancestrais que nela também habitaram há quatro gerações e pela qual foi criando laços numa proposta de ação artística. A cada encontro de intervenção na paisagem e Vivências com a comunidade, a obra vai crescendo integrando-se, e inspirando-me a harmonizar com espírito desta terra, investigar em seu processo de transformação, revivendo segredos e afetos deste lugar”. Palavras do artista residente Piatan Lube convidado para a 3ª residência artística do programa Mas, que arte cabe numa cidade?

Em meio a tantos casos contados, a memória do Casarão vem à tona na voz do Senhor Lírio. Segundo ele, seu avô – proprietário do espaço que hoje é reconhecido para galeria – guardava sacos de sal na parte inferior da residência. Encostando à parede os sacos de sal a mesma umedecia nas extremidades inferiores de encontro com o chão, pela densidade desta umidade havia previsão de chuva. E assim acontecia. Segundo estudos e relatos uma grande lagoa abrangia toda aquela área, sendo soterrada para que a cidade pudesse crescer. Conclui-se que a galeria de arte casarão foi construída em cima de uma área que no passado havia uma lagoa. Possui o lençol freático num nível de camada muito superficial, que na primeira camada já deva brotar água.

Segundo a história, ao final do século XVI e início do século XVII, os portugueses saíram de Vila Velha e seguiram pelo Rio Jucu em canoas, em busca de ouro. Acredita-se que sua primeira passagem tenha sido por Araçatiba, bairro do município de Viana, instalando-se ali os primeiros colonizadores, seguindo depois pelo Rio Santo Agostinho até alcançar o local que hoje é a sede do município de Viana. Os indígenas que habitavam a região eram da tribo dos Puri. A cidade se desenvolveu no vale, conforme vemos nesta gravura de 1893.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s