Exposição Silentio recebe a visita de críticos de artes

A exposição Silentio, do artista plástico paraibano José Rufino, em cartaz na Galeria de Arte Casarão, em Viana-Sede, tem atraído diferentes públicos. Entre eles, não faltam críticos de arte.

As mais recentes visitas foram da coordenadora de Arte e Educação do Instituto Inhotim, de Minas Gerais, Janaina Melo, que também é historiadora e curadora. Ela veio acompanhada da coordenadora de Arte e Educação do Museu de Arte do Espírito Santo Dionísio Del Santo, Ana Luíza Bringuende.

Outra visita ilustre foi a do curador e criador da revista Artes, o espanhol Adolfo Montejo Navas. Ele esteve na galeria para visitar a exposição de Rufino e uma reportagem sobre o assunto foi publicada na Revista Lapis, que a cada edição elege um artista para representar o seu país de origem. A publicação foi lançada na Espanha durante a Feira Internacional de Artes, concluída no último dia 21 de fevereiro.

Janaina e Ana Luiza

Para Janaina, o trabalho de Rufino é incrível e demonstra o olhar atento do artista para a realidade local. “A relação da cidade com a artista foi muito boa. Ele passou a conviver com o cotidiano e se tornou um morador de Viana. A arte contemporânea permite isso”, analisou.

Essa foi a primeira vez que Janaina Melo esteve no Casarão. “Achei o espaço muito apropriado. A arte contemporânea precisa de espaços como esse. A exposição é belíssima e comovente”, declarou.

Todas as visitas tiveram o acompanhamento do coordenador da galeria, Rodrigo Poltronieri, da curadora da exposição, Neuza Mendes, e da secretária municipal da Cultura, Fabiene Passamani.

Segundo Navas, “a exposição de Rufino não é só um trabalho transformador, mas também tenta traduzir o ar do lugar, o espaço e o ser humano”.

Fabiene, Adolfo, Neuza e Rodrigo

“O artista contemporâneo trabalha com várias linguagens e a linguagem está com ele, e não com as coisas. Logo, ele pode ir a qualquer lugar como Hong Kong, Recife ou Viana. Aqui, ele veio para trabalhar com as mãos vazias, começou com o material do lugar, o que o local oferece. Isso passa a fazer parte do vocabulário dele”, observou.

E completou: “Então, no fundo, os materiais, os suportes para arte, são qualquer coisa, vai depender de como se trabalha. Aqui em Viana, o Rufino fez uma apropriação de restos de móveis e os transformou nessa obra. O mais bonito de tudo é que ela traduz e transpira coisas que são de ordem coletiva.”

Os visitantes passearam pelos dois andares da galeria e, além da exposição, o artista também montou a videoinstalação Myriorama, produzida com reproduções tiradas por ele mesmo de outras fotos antigas fornecidas pelo setor de arquivo da Prefeitura de Viana e do acervo de moradores antigos da cidade.

“Na arte contemporânea, o importante não é tanto a mitificação de um lugar concreto. A arte não tem lugar, ela é nômade e acaba atravessando bons trabalhos em recantos e lugares afastados, menores, e tem o mesmo valor. É uma confluência entre o espaço e o artista. Viana já está em outra órbita”, concluiu Navas.

A obra de Rufino é feita com materiais que viraram entulho por conta da inundação ocorrida em novembro passado e que causou a perda de bens materiais de moradores atingidos pelas águas das chuvas e das enchentes de rios.

Rufino visitou Viana pela primeira vez em novembro. Durante os dias em que passou na cidade, ele conheceu o drama vivido por quem perdeu seus bens. A segunda estadia do artista começou no dia 23 daquele mesmo mês e se estendeu até a abertura da exposição, no dia 29 de janeiro.

A obra, que já recebeu centenas de visitantes, continua aberta à visitação de terça a domingo. Informações e agendamento de visitas monitoradas pelos telefones: (27) 3255-1196 / 3255-1346.

Por Waldson Menezes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s