Crianças (Re) Inventam uma cidade com artista plástico José Rufino

Crianças (Re) Inventam uma cidade com artista plástico José Rufino

O artista plástico José Rufino, que no próximo dia 30 abre a temporada de exposições da Galeria de Artes Casarão, em Viana, com a Exposição Silentio, se encontrou com estudantes do município e voltou a percorrer os bairros que serviram de inspiração para a sua exposição.

  Munidos de bloco de desenho. lápis de cor e muita inspiração, as crianças, com idades entre 10 e 12 anos,  acompanharam Rufino por entre as ruas e margem do Rio Santo Agostinho, de Araçatiba e outros locais por onde o artista plástico recolheu entulhos das chuvas que castigaram Viana no final do ano passado e que agora estarão expostas numa nova instalação a partir da visão do artista.

As crianças desenharam e escreveram sobre a experiência de acompanhar Rufino por entre as diversas paisagens do município. O encontro também serviu de material para um vídeo que está sendo produzido por uma equipe de profissionais e será apresentado posteriormente aos professores da rede municipal de ensino e estará em exibição na Galeria, durante o período da exposição.

Atentos aos locais visitados e às orientações da arte-educadora Célia Ribeiro, que acompanha o grupo e é a responsável pela área educacional do projeto, os estudantes não se cansaram de reproduzir no papel o que estavam vivenciando.

“Estou achando esse encontro envolvente porque traz o espírito do artista plástico. Ao mesmo tempo tenho tristeza de ver que as pessoas perderam muitas coisas. Acho o trabalho do artista vistoso, bonito e a idéia foi muito boa para Viana conhecer o trabalho dele. Vou à exposição e não a perco por nada”, disse Matheus Nascimento dos Santos, 12 anos, morador do bairro Bom Pastor e estudante da 6ª série.

Tablata Thaynara Almeida, 10 anos, aluna da 5ª série e moradora de Viana Sede também era outra estudante entusiasmada com o encontro. “Acho muito legal porque estou vendo os locais onde ele pegou material para trabalhar”, disse.

 Segundo Célia Ribeiro, a proposta do encontro com os estudantes é levá-los a sentir o percurso do artista e tentar entender a sensação e o ambiente que ele viveu e o que o sensibilizou. O vídeo que será apresentado aos professores servirá para que eles trabalhem com a sensibilização e o que, a partir de uma exposição, pode servir para diversas expressões.

Celia e Tablata

“Estamos reproduzindo ou tentando reproduzir a relação de Rufino com Viana. O motivo que o levou a decidir pelo tema, o que o sensibilizou. As crianças o acompanham para conhecer o processo criativo. Como foi o percurso investigativo que sensibilizou Rufino”, afirmou Célia Ribeiro.

Para conhecer melhor Viana, José Rufino esteve pela primeira vez no município em dezembro de 2009. Nessa época ele conheceu o drama de muitas pessoas que perderam seus pertences na inundação causada pelas chuvas intensas que castigaram a cidade naquele período. A partir desta visão o artista resolveu montar sua exposição com os destroços.

O projeto [re]invenção de uma cidade, que resulta na exposição Silentio, contempla a residência artística, que traz o artista para morar na cidade onde irá expor. Foi assim em dezembro e agora, neste mês de janeiro, o artista se encontra novamente na cidade para continuar seu trabalho e finalizar a montagem das obras na galeria.

Rufino, além das peças que farão parte da exposição, também mostrará um vídeo de aproximadamente 20 minutos, chamado de Myiorama, com detalhes de fotos antigas do município, reproduzidas por ele a partir de álbuns fotográficos recolhidos de moradores antigos da cidade.

“O silêncio eu vi em todos os lugares. O silêncio visual, das pessoas que não se comunicam de um lugar para o outro. Eu sempre uso os termos em latin, porque é uma língua morta, eu gosto e tem uma sonoridade. Por isso a exposição de Silentio. Esse nome serve para a instalação com os restos dos entulhos que recolhi, mas também para o vídeo que se chama Myriorama e também é mudo e tem cenas da cidade antiga que eu fotografei e vão se fundindo numa onda silenciosa” completou o artista. 

Sobre sua relação com os moradores durante a permanência em Viana, Rufino avaliou como muito positiva e destacou o interesse das pessoas. “A interação com os moradores foi muito grande e as pessoas querem falar, querem contribuir. Houve um entendimento muito grande com a população. As pessoas não se sentiram constrangidas ou agredidas. Elas mesmas indicavam o material para eu pegar. Aqui em Viana se descobre que tudo é meio termo. Um lugar de passagem onde você tem que encontrar essas poéticas em um nível muito silencioso”

José Rufino nasceu em 1965 em João Pessoa, na Paraíba. Artista plástico e doutor em Geociências, Rufino tem obras expostas nos principais museus de arte contemporânea do Brasil, tendo participado de exposições coletivas e individuais. O Projeto que possibilitou a vinda de um artista de renome para Viana foi contemplado no Edital Arte Patrimônio, do Ministério da Cultura em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. 

Dos quase 200 trabalhos enviados de todo o Brasil, o Espírito Santo foi contemplado pelo MinC com dois projetos, sendo um deles o (Re)Invenção de Uma Cidade. A curadora do projeto, a artista plástica Neuza Mendes, escolheu José Rufino por ser um artista que possui uma linha de trabalhos desenvolvidos que privilegia a investigação da memória de um lugar.

Fique Ligado

Abertura da exposição Silentio :  Sábado, 30 de janeiro
Horário :  11 horas
Local : Galeria de Arte Casarão
           Viana Sede / Praça principal do bairro
Entrada – Gratuita
Visitação – 30/jan a 30/março (ter a sex 10 às 18h / sáb, dom e feriados 12 às 18h)
Visitas monitoradas –  Agendar pelos telefones 3255 1346 e 3255 1196

 
Secretaria Municipal de Comunicação de Viana
Coordenação de Imprensa: Júlio Palassi
Texto: Waldson Menezes
Foto: Waldson Menezes
Tels: 2124-6752 / 2124-6746 / 9913-0746
E-mail: comunicacao@viana.es.gov.br
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s